Qualidades fisiológicas do som

Há várias grandezas físicas que caracterizam o som. Três delas merecem destaque e são chamadas de qualidades fisiológicas do som, pelas quais nossa percepção sonora atua: a altura, a intensidade e o timbre. A altura permite que o ouvido humano diferencie um som grave de um som agudo. Por exemplo, a voz de um homem é grave enquanto que a de uma mulher é aguda. Em outras palavras, o homem fala mais baixo que a mulher. Os sons graves possuem freqüências menores que os sons agudos. Por isso, a mulher fala com maior freqüência. Já a intensidade relaciona-se à potência do som e distingue um som forte ou intenso de um som fraco. Equivale ao volume do som. Diariamente cometemos um erro ao dizer "aumenta o som" ou "abaixa o som", porque estamos misturando essas duas qualidades. Por fim. o timbre diferencia as fontes sonoras em mesma altura e intensidade, como os sons de um piano e de um sax tocando uma mesma nota.